Pessoas mentalmente saudáveis ​​e resilientes fazem essas coisas

Publicado originalmente em psychologytoday.com

Vivemos tempos turbulentos com muita incerteza sobre nosso futuro pessoal e o futuro do mundo ao nosso redor. Afinal, lutamos com diferentes desafios, dependendo de nossas circunstâncias, nossos relacionamentos e nossos desejos. Todos nós estamos travando batalhas diferentes em momentos diferentes de nossas vidas.

No entanto, existem maneiras de cuidar de nossa saúde mental que compartilhamos em comum. Fazer essas coisas te ajudará a manter o foco em permanecer mentalmente saudável, forte e resiliente.

Identifique o que está sob seu controle e o que você pode mudar.

Muitos de nós tendem a se concentrar no que é difícil, no que não podemos mudar e no que nos impede. Isso pode rapidamente se tornar desanimador. Podemos ficar presos nas trincheiras do desespero quando nos concentramos no que não é possível e por que não podemos fazer certas coisas.

Em contraste, identificar o que podemos controlar nos faz sentir empoderados. Começamos a acreditar em nós mesmos e percebemos que há coisas que podemos fazer para melhorar nossa vida, ter melhores relacionamentos e cuidar de nossas necessidades.

Reduza ao mínimo os pensamentos cínicos.

Embora o sarcasmo possa certamente ter um lugar como meio de lidar com as decepções da vida, muito humor sarcástico pode levar a adotarmos o cinismo como padrão. Podemos então ficar presos acreditando que as coisas nunca vão mudar e que o mundo nunca estará a nossa altura.

Isso não leva a um ponto de vista otimista ou à resiliência que precisamos para nos manter firmes e focados em viver nossa melhor vida. Identifique o seu modo cínico e lembre-se de que não é útil como uma ferramenta de enfrentamento diária.

Identifique as pessoas em sua vida que não pertencem a ela.

Existem algumas pessoas que nos tratam mal, nos derrubam emocionalmente e às vezes até nos convencem de que não podemos alcançar nossos objetivos ou ser o nosso melhor. Concentrar-se no que essas pessoas dizem e fazem e deixá-las tirar o melhor de nós até chegar a um ponto em que estamos presos pode ser tóxico para nossa saúde mental.

É nossa responsabilidade identificar relacionamentos ruins e depois nos libertar e seguir em frente, não continuar remoendo o que eles fizeram. No final das contas, cabe a nós tomar nossas próprias decisões e criar nossos próprios caminhos. Aqueles que nos amam e nos aceitam como somos nos seguirão e fornecerão seu apoio e encorajamento.

Cerque-se de pessoas que pensam da mesma forma que estão se esforçando ao máximo para viver uma vida boa.

Todo mundo é influenciado pelas pessoas em suas vidas. Nossos amigos, familiares, colegas de trabalho e outras pessoas importantes afetam nossa visão de mundo. Padrões de comportamento e humor podem ser contagiosos, sejam eles positivos ou negativos.

Priorize passar o tempo com pessoas que fazem você se sentir bem e encorajem seus sonhos. Passar muito tempo com pessoas que são críticas ou que questionam constantemente suas escolhas e seus motivos pode diminuir sua autoconfiança e fazer você questionar suas decisões. Estar perto de pessoas otimistas, responsáveis ​​e que agem de acordo com seus próprios objetivos é inspirador. O comportamento deles irá te encorajar a agir mais proativamente, e vocês podem apoiar um ao outro para viver uma vida boa e cuidar de si mesmo.

Autodefesa.

À medida que caminhamos pela vida, teremos vários graus de apoio social e encorajamento de outras pessoas. Pode haver momentos em que não temos tanto apoio, e é aí que temos que ser nossos melhores defensores. Reconheça se você está sendo tratado de forma indelicada ou injusta e nao tenha medo de divulgar suas preocupações ou necessidades.

Às vezes, outras pessoas não estão cientes de como estão nos afetando, e sua influência negativa não é intencional. Portanto, não queremos fazer suposições sobre os outros até conversarmos com eles sobre o que está acontecendo. Da mesma forma, se sentimos que a forma como somos tratados está criando dificuldades para nós ou afetando nossa qualidade de vida, temos que nos comunicar para que possamos ser ouvidos e compreendidos. Às vezes, a autodefesa é tão simples quanto fazer um pedido ou ter um desejo conhecido por outras pessoas.

Tenha empatia com os sentimentos e perspectivas dos outros.

Embora seja importante cuidar de si e focar em seus objetivos e sonhos, sua vida não está separada das necessidades e desejos dos outros. Ter relacionamentos saudáveis ​​é essencial para uma boa saúde mental. É difícil ter bons relacionamentos e amizades quando não temos empatia com as lutas dos outros.

Devemos dar a conhecer as nossas necessidades, mas também devemos mostrar aos outros que nos preocupamos com eles e que queremos entendê-los. Isso resulta em uma estreita rede de apoio social e emocional onde todos podem se encorajar e comemorar as vitórias uns dos outros.

Fazer as coisas listadas acima não vai criar a vida perfeita. Mas seguir essas etapas o ajudará a ter um bom começo no desenvolvimento da resiliência e da saúde mental positiva.


Conheça a série educacional que fala sobre Saúde Mental!
Clique aqui!