3 sinais de que seu trabalho não combina com sua personalidade

Sua personalidade e local de trabalho estão em desacordo?

Publicado originelmente em: psychologytoday.com

A decisão de mudar de emprego nunca é fácil, mas tomá-la pode ser melhor para seu bem-estar psicológico e emocional do que suportar os efeitos negativos de um local de trabalho ou função inadequados.

A seguir, listamos três tipos de locais de trabalho que podem ser desgastantes para certos tipos de personalidade, de acordo com uma nova pesquisa psicológica.

Locais de trabalho “bottom-line”, focados somente no resultado e lucros gerados

Locais de trabalho com foco exclusivo no resultado final são aqueles que se concentram principalmente em produtividade, lucros e desempenho. Geralmente, prestam pouca atenção a todo o resto, como bem-estar dos funcionários e relacionamentos pessoais.

Esses locais de trabalho podem ser problemáticos para quase todos. Mas eles são especialmente prejudiciais para as pessoas que tendem a ser “obsessivamente apaixonadas” por seu trabalho. Isso ocorre porque personalidades apaixonadas podem se tornar totalmente preocupadas com seus trabalhos, o que pode levá-las a ignorar seus relacionamentos pessoais e bem-estar psicológico.

Se você é alguém que se encontra em um local de trabalho assim e não tem pensa em sair tão cedo, você deve tentar manter sua paixão obsessiva sob controle e, ao invés disso, tentar levar o seu trabalho com “paixão harmoniosa” ou uma sensação de equilíbrio e flexibilidade. Isso pode ser alcançado ao se envolver em atividades baseadas em mindfulness que criam uma distância psicológica entre você e seu trabalho.

Ambientes de trabalho microgerenciados e de alto estresse

Esse tipo de local de trabalho também não é saudável para a maioria dos tipos de personalidade. Faltam neles noções de autonomia (uma das chaves para a felicidade dos funcionários ) e normalmente tem alta rotatividade. As pessoas propensas ao neuroticismo, no entanto, devem ser particularmente cautelosas ao trabalhar nesses tipos de ambientes. Em locais assim, é provável que a sua ansiedade atinja níveis insalubres. Empregos de alto estresse com segurança limitada no emprego podem causar mudanças negativas de longo prazo na personalidade de uma pessoa. Eles podem causar aumento da desagradabilidade e neuroticismo.

Outro estudo investigou os fatores que tornam as pessoas felizes no trabalho. Descobriu-se que mesmo que tenha um chefe prestativo (e não microgerenciador) não traz a felicidade. Especificamente, os autores analisaram até que ponto a felicidade no local de trabalho foi definida pelas 11 características a seguir:

  • Sentir que alcançamos nossos objetivos no trabalho;
  • Ter um senso claro de propósito;
  • Sentir que os outros te admiram;
  • Sentir pertencimento;
  • Ter flexibilidade de horário e local;
  • Trabalhar em um ambiente inclusivo e respeitoso;
  • Aprender no trabalho;
  • Ter um gerente que nos ajuda a ter sucesso;
  • Ter um salário justo;
  • Sentir apoio e confiança;
  • Confiar em nossos colegas.

Descobriu-se que os quatro principais impulsionadores da felicidade no local de trabalho eram: pertencimento, flexibilidade, inclusão e propósito. Ter um gerente prestativo foi a característica menos correlacionada com a felicidade no local de trabalho, independentemente do tipo de personalidade.

Cargos exclusivamente de trabalho em casa

Trabalhar em casa pode parecer um sonho que se tornou realidade. Mas para algumas personalidades, é melhor na teoria do que na prática. Um estudo recente explorou alguns dos maus hábitos que surgiram junto ao trabalho remoto. Ser excessivamente sedentário, consumir álcool durante o horário de trabalho, assistir à Netflix ou fazer compras online durante o trabalho. Os pesquisadores descobriram que as pessoas com baixo nível de consciência na dimensão da personalidade, ou seja, sem disciplina e orientação para a ação, eram mais propensas a adotar esses comportamentos inapropriados.

Não é de surpreender que os extrovertidos também tenham lutado com os reveses de trabalhar em casa. Especificamente em termos de poder se desconectar do trabalho no final do dia. O cenário ideal para extrovertidos, ao que parece, é um modelo de emprego híbrido no qual eles passam parte do tempo trabalhando em casa e parte no escritório.

Conclusão

Ter um emprego inadequado à sua personalidade pode ter sérias repercussões psicológicas. Pesquisas recentes aconselham indivíduos apaixonados a evitar ambientes em que sua paixão fomente uma mentalidade de lucro.

Ele aconselha indivíduos neuróticos a evitar ambientes de panela de pressão e aconselha extrovertidos e indivíduos menos conscientes a evitar trabalho em casa de forma exclusiva. Finalmente, incentiva a todos nós, independentemente do tipo de personalidade, a buscar empregos que nos proporcionem um alto grau de autonomia e pertencimento.

Fonte: psychologytoday.com


Conheça o curso Eneagrama Voltado para Resultados Organizacionais clicando aqui!